Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

Ela já sabia que o amor não existia.

Imagem
Ela já que o amor não existia. Por isso, tratou de inventá-lo.

Começou pelas pontas dos dedos. Pintou as unhas de laranja-desmaiado, da cor de amor quando quer nascer. Assim que secaram, levou-as para ele ver.
Durante a noite, desfilou as mãos cuidadosamente manchadas de tinta pelo corpo do moço. Pousou-as nas costas dele e mirou longamente o amor inventar-se ali nas pontas de seus dedos. O amor era cor de laranja.
Ela já sabia que o amor não existia. Por isso, tratou de inventá-lo.
Também comprou uma porção de vestidos. Já sabia que tudo que não existe vem embrulhado em vestidos rodados. Encantados. Feitos os de princesa. Traje a rigor para encontrar o lugar - nenhum, lá no reino perdido do beleléu, onde mora o amor, bem ao lado do latifúndio do infinito. De rodado-encantado, dançou no corpo dele. O amor era uma vez. E agora, era a vez de ser feliz para sempre.
Mas, ela já sabia que o amor não existia. Mesmo.
E as pontas dos dedos já não alcançavam a sua melhor invenção. Tentou o vermelho.…

Entre os muros nossos de cada dia.

Imagem
Muro de Berlim era nada mais e nada menos que uma barreira física separando a Alemanha. Depois de vinte anos da queda do muro de Berlim, ainda temos muros por ai espalhados.

Na China o “muro” para barrar atividades da Internet, como youtube, micro blogs, twitter entre outros tem um investimento muito grande de tecnologias, e a pré seleção que os chineses fizeram de estudantes para ouvir o discurso de Obama. Fico imaginando os furos que deve haver nesses “muros invisíveis”.
Um exemplo simples agora, mas preste atenção.
Para ingressar em uma faculdade você faz vestibular? Não. Você pula um “muro”, e como em todo bom e velho “muro” esse também pode ter um buraco.
É claro, não posso me esquecer dos muros que estão sendo construídos ao redor das favelas do Rio de Janeiro. Quem teve essa brilhante idéia (ironia). Sabe qual a resposta do motivo? Segundo as autoridades, a intenção é preservar a vegetação nativa nascente nestes espaços. “Cara” isso é confuso, está certo querer preservar, mas será …

Os lados

De um lado a tristeza e sensibilidade pela morte de pessoas conhecidas e jovens, que não mereciam a morte trágica, não que alguém mereça, mas eles estão próximos a mim.

Do outro lado a alegria, eis que nasce mais um menino para a alegria da família, os olhos do pai brilham apenas de falar de como é seu filho, a avó não consegue nem falar ao telefone de tanto que ri.
A alegria ao telefone ao receber a noticia de mais um nascimento e ao mesmo tempo a tristeza de ter perdido pessoas que eram importantes para muitos ao meu redor.
Fica um intervalo em mim entre esses dois fatos tão próximos, paro e fico olhando o nada, pensando em como é irônica a vida, seria justo ter uma idade certa para morrer? E se tivesse qual seria?
Há uns dois anos atrás um amigo me disse que já que todos nós vamos morrer, que morresse jovem e fazendo algo que gostasse, queria morrer feliz.
Os amigos que morreram, morreram felizes, não sei se só isso basta para consolar quem fica, mas nos dá uma sensação de alivio.
Como …

O movimento ali, ali aonde ? ali olha!

Imagem
Domingo dia 15 de novembro, 18h30min sentada na calçada debaixo da arvore esperando o ônibus chegar comecei a observar um movimento na esquina bem a minha frente. O sol estava muito forte ainda apesar do horário.

Vários homens sentados naquela esquina e um garoto que no mínimo tinha uns dezessete anos, no inicio pensei que era só uma roda de amigos, mas algo estava estranho, todos que passaram por ali cumprimentavam ou paravam rápido e trocavam apenas duas palavras e continuavam a diante.
Um carro preto pára e o cara que estava dirigindo faz o numero dois com os dedos e em seguida um dos homens se levanta e vai até ele, naquele momento percebi que não era apenas uma roda de amigos e sim um ponto de drogas.
Não vou falar que fiquei chocada, pois já havia visto uma cena parecida na televisão, mas ao vivo a sensação é bem diferente.
Logo em seguida que o carro preto sai a policia passou, pude sentir da onde eu estava à tensão que eles ficaram, mas adivinha o que aconteceu, nada. A policia me…

Falo? Penso? Sonho?

Minha ultima postagem foi sobre um sonho que tive duas noites seguidas, como havia falado foi um pesadelo.

No dia 22 de Outubro postei sobre o “Sentido das palavras” e nesse texto descrevo as palavras da seguinte forma: “Acredito que nossas palavras são acompanhadas de sentimentos, e esses sentimentos se manifestaram positivamente como um poema ou negativamente como um câncer, e isso depende exclusivamente do seu pensamento.”
Depois de reler o que eu mesma escrevi fiquei tentando lembrar quais foram minhas ultimas palavras e pensamentos, no mínimo se for seguir pelo meu raciocino meus pensamentos foram totalmente negativos.
Se o que digo é o que penso, e o que sonho são os dois juntos? E se dizer o que penso, melhoraria meus sonhos?
Não custa nada tentar, então vou escrever no que estou pensando, mas vou escrever para mim, do contrário você se escandaria.

Os sonhos que agente sonha

Imagem
Nessa noite tive o mesmo sonho pela segunda vez e pela primeira vez fiquei assustada, na verdade não foi um sonho foi um pesadelo.

No sonho eu recebia a noticia de que estava com câncer, não me lembro muita coisa, mas só isso bastou para ter um uma péssima noite de sono.
Não sei se os sonhos têm alguma influencia em nossas vidas, Freud diz que os sonhos são realizações dos desejos, mas nunca desejei ter câncer, não sou tão louca a esse ponto, na verdade não seria loucura e sim burrice.
Na abordagem psicológica os sonhos são demonstrações da realidade do inconsciente, na verdade como uma “fotografia” do inconsciente.
Para alguns neurocientistas afirmam que o sonho é apenas uma espécie de tráfego de informação sem sentido que tem por função manter o cérebro em ordem.
Há os religiosos que acreditam que o sonho seja revelação, no cristianismo quando Deus se revela a Jacó ou Daniel proporcionando a eles a habilidade de interpretação de sonhos.
Filósofos ocidentais eram céticos quanto ao tema re…

Mordaça no jornal

Imagem
Liberdade de expressão é o direito de expressar livremente sua opinião, seus pensamentos. Um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral.

No Brasil a liberdade de expressão foi preservada até a Constituição de 1937. No governo de Vargas toda aquela liberdade desapareceu, sendo substituída pela censura, a fim de impedir a publicação de algumas informações.
Essas informações que eram impedidas de ser expostas ao publico eram verdades que cabiam ao povo saber.
Pensei que a Era Vargas já tivesse acabado, mas pelo visto está de volta, é claro que está “camuflada” e não tem o mesmo peso que no governo Vargas, mas mesmo assim a censura faz parte do nosso cotidiano nos últimos meses.
Como um país democrata permite que seja censurado um jornal por informar ao publico o caráter do ciclo de pessoas que constituem o governo e sua família. O jornal Estado de São Paulo foi censurado por publicar reportagens sobre a Operação Faktor (é uma operação da Policia Fede…