Postagens

Mostrando postagens de 2011

No silêncio, as coisas acontecem.

Imagem
Por um tempo o toque do despertador do meu celular era a música Price Tag da Jessie J, cantada pela Maddi Jane e você sabe que pra odiar uma música, é só coloca-lá como toque no despertador. Depois de muito tempo sem ouvir essa música, hoje voltando pra casa eu a ouvi e lembrei-me de muitas coisas.
O sentimento de silêncio entre os cômodos da casa. Duas pessoas que se amavam, e naquele momento pareciam duas estranhas. Esse silêncio incomoda demais, era um sentimento isolado entre tantos outros sentimentos.
Ouvir essa música hoje fez me lembrar desses momentos, mas não lembro com tristeza. Já se passaram alguns meses e os sentimentos mudaram e o mais interessante é que eu mudei. Não sou a mesma pessoa de dois meses atrás.
Hoje, eu agradeço a cada lágrima, a cada sentimento de solidão que torturava, a cada silêncio. Agradeço porque tive a oportunidade de mudar, crescer, aprender. Eu mudei e meus sentimentos também. Parece clichê, mas tudo em nossa vida vale à pena, mesmo que no momento não …

Tem cura, doutor?

Imagem
Já ouvi muito a frase “Depois que casar, estraga” e será que isso é verdade?

Observando os últimos acontecimentos, vendo situações, ouvindo pessoas reclamarem, essa frase pode ser uma verdade, mas até que ponto ela é verdadeira?


Começar um texto com perguntas não é uma boa, mas no caso, não tem como, pelo menos pra mim. Você já parou pra pensar nisso? De novo uma pergunta. São perguntas que nos perseguem, demônios que nos assustam.


No domingo ouvi um “amigo” falando sobre isso. Como nos afastamos do outro quando nos casamos, da invasão de privacidade do outro, da individualidade tomada sem perceber. Ele disse que as pessoas convivem melhor quando não moram juntas. Fiquei ouvindo seu suposto desabafo e um filminho passou pela minha cabeça, dizem que esse filminho acontece quando estamos “quase morrendo”, no meu caso eu estava “quase aprendendo”. É triste ouvir tanto desamor assim, incomoda.
Hoje de manhã lendo uma revista, li a historia de uma moça que se casou e que depois de três anos d…

Meu pai e o tempo.

Imagem
Quando somos imaturos em certos acontecimentos da vida, só o tempo, para nos mostrar o quanto fomos imaturos e irracionais.

Eu era mais imatura do que hoje, quando os meus pais se separaram. Nunca esperei por isso, imaginava que iriam envelhecer juntos, morando na casinha que construíram juntos, acho que fui ingênua demais para pensar assim. De repente, se separam por um motivo que nunca imaginei, tive raiva do meu pai, fiquei brava, com dó de mamãe por passar por aquela situação que parecia que nunca ia passar.

Como assim, meus pais separados? Essa era a pergunta que fiz por muito tempo. Fiquei tempo sem querer ver meu pai, me sentia traída por ele. O homem que me fez rir muito, que nunca me bateu e que me ajudava a encobrir da minha mãe as traquinagens que eu fazia quando era criança. Ele que me levava para a escola de manhãzinha, fazia meu Tetê enquanto eu assistia desenho.

Quando dizem que o tempo é o melhor dos conselheiros, tenho que concordar com isso. Só o tempo pôde me explica…

A equação!

Imagem
Se o amor tem alguma lógica, me diga qual é. É alguma equação de matemática em que o resultado é exato?

Eu posso escolher alguém para casar a partir de um cálculo sobre as vantagens e desvantagens; mas não posso amar alguém desta forma.
Amor tem outra lógica que não obedece às regras racionais da retribuição, cálculo ou comparação.

Lógico que fazemos merda no amor, mas, e se queremos consertar? Melhorar? Mudar?
Às vezes fazemos coisas tão tontinhas que essas coisas tontinhas nos rotulam como se fossemos somente aquele momento.

O amor não é um prêmio que se dá aos que foram ou são bons, mas nasce da liberdade da pessoa que ama, da liberdade de amar quem quiser.
Nós não amamos pessoas que achamos que merecem o nosso amor ou que seriam as melhores pessoas para amarmos e sermos amados, mas amamos porque amamos!





Minha casa tem vida.

Imagem
De uns meses para cá eu sou uma mulher casada. Pois é, me casei daquele jeito! E minha casa é arrumada, daquele jeito. Casa arrumada é assim:

Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas, arrumando cama...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida. Minha casa tem vida e que vida!

Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar e sempre tem papeizinhos em cima da mesa de centro.

Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha ou comer na sala. Casa com vida tem louça suja na pia.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é…

Maldita Revista.

Imagem
Ultimamente fico muito na fila do caixa no mercado. Isso é uma coisa que me irrita muito, mas é muito mesmo.


E naquele corredorzinho que fazem com prateleiras é a mais cruel de todos os mercados. Na sessão de revistas você só encontra revistas com enunciados bem grande na capa como: “Perca 2 kilos em 1 semana” “ A dieta da sopa” “Perca peso bebendo água morna” e as modelos nas capas são as mais magras que encontram, as mais malhadas e do lado dessas revistas com essas modelos o que encontramos? Doces, chocolates, salgadinhos, balinhas doces. É até engraçado essa disputa de espaço das revistas com os doces.

É constrangedor para alguém que quer emagrecedor, alguém que está à cima do peso e fica ali na fila parado com um olho nos doces e outro nas revistas querendo ser igual. Deprimente e desagradável. As revistas com enunciados assim deveriam estar ao lado dos produtos de limpeza, ao lado do papel higiênico.


Eu sou magra, não sei por quanto tempo, a única dieta que fiz foi para engordar,…

Osama, Obama e as mentiras.

Imagem
Ouvi, li muitas versões sobre a morte de Bin Laden, muitas mentiras vindo da Casa Branca, é lícito duvidar do que resta como verdade.



Primeira mentira: Osama Bin Laden estava armado quando foi morto. A casa Branca já desmentiu.


Segunda mentira: O terrorista usou uma mulher como escudo humano. A CIA desmentiu o que havia dito.


Terceira mentira: a execução foi assistida ao vivo pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seus assessores. Também negado.


Se três mentiras foram contadas pelas mais altas autoridades dos Estados Unidos, por que haveríamos de dar crédito ao resto? Aliás, se Osama não ofereceu nenhuma resistência e não usou ninguém como escudo humano, num filme assistido online por Barack Obama, por que haveria de ser morto, se poderia ter sido facilmente capturado? E por que, uma vez morto, teria tido seu corpo atirado ao mar?


Com ares civilizados, Obama alega que se quase xará Osama “ não é um troféu”. E que não f az sentido exibir ao mundo sua foto – imagem que seria “…

Monet, inspirador.

Imagem
Cheguei a uma conclusão de que todos os lugares deveriam ter flores, das mais diversas, e das cores mais diferentes.Se eu pudesse colocaria um papel de flores em minhas paredes e mesmo sendo outono, todos os dias seriam primavera.
Tenho vários quadros de flores na parede da minha sala, o mais famoso é do Monet, porem todos tem seu valor, na medida certa. Qualquer lugar deveria ter flores, fossem de plástico, em quadros ou originais, mas que fossem flores inspiratórias para nós podres seres mortais.
Somos seres de precisamos de vida, é quer mais vida do que flores! As flores instituem campos celestes do qual jamais entenderemos Enem em sonhos seriamos entendedores de qual beleza. Tenho flores pela casa, no trabalho e no corpo. As belezas raras me acompanham. Quase todas as manha acordo de mau humor, mas é só pensar emflores ou meolhar no espelho que os dias ficam melhores. Somos pobres de mais para compreender essas coisas de sentidos, mas nós permitimos a isso.
Olhar um quadro de Monet é t…

Almoço de mulheres

Imagem
Faz tempo que não apareço por aqui para escrever meus delírios, nesses últimos dias as coisas aconteceram rápidas demais e ainda continuam. Muitas mudanças em pouco tempo.



O mais divertido disso tudo é que você percebe o que realmente gosta quando fica tempo sem fazê-lo.


O texto abaixo é um fato das mulheres, do fantástico mundo das mulheres.

Você já foi em um almoço de mulheres?





Nesse dia ela entra no restaurante com passo firme, cabeça ativa, olhar direto. Ela chega para o almoço das amigas. Cabelo arrumado, liso, encaracolado, com laquê, depende da idade. O braço em ângulo reto carrega a bolsa de marca, de preferência creme ou bege-claro. O sapato, quando é sapato e não sandália, tem um salto pequeno, de dois ou três dedos, daqueles de aeromoça se firmar no corredor do avião. Ela já sabe onde está a mesa: ou na janela, para todo mundo ver, ou no canto do fundo, para ver todo mundo.


Elas são mais de cinco e no máximo dez, para dar dinâmica, sabe como é. Nas mãos carrega uma lembrancinha…

O jeito de olhar!

Imagem
Pois é, dessa vez a estória não é tão motivadora como a anterior. Estou com pedra no rim e na semana passada tive duas cólicas renais que não desejo para ninguém.
 A dor é insuportável e muito dolorosa a ponto de você ficar procurando causar dor em outra parte do corpo para ver se alivia a dor do rim. Não é isso que Paulo Coelho conta no livro “Diário de um mago”, no caso quando tivesse um pensamento ruim ou invejoso ele cravava uma agulha debaixo da unha do polegar até que a dor seja bem intensa. Até que a mesma dor espiritual se reflita na dor física. No meu caso eram duas dores físicas ou não.
Acho que pedra no rim, tumor, câncer, aquela ulcera nervosa que não te larga, aquelas palpitações no coração que parecem normais são palavras presas, palavras não ditas com medo de magoar alguém. Já reparou que quando estamos bravos, chateados sempre vem uma dorzinha de cabeça, uma ânsiazinha, uma dor de barriga. Parece bobagem, mas comece a reparar nessas coisas quando você ficar irritado ou de…

Vou torcer!

Imagem
Eu vou torcer pela paz
Pela alegria, pelo amor
Pelas coisas bonitas das ruas
Eu vou torcer
Pelo inverno, pelo sorriso
Pela primavera, pela namorada
Pela as famílias
Pelo verão, pelo céu azul
Pelo outono, pela dignidade
Pela música do Mar
Pelas coisas bonitas dos sonhos
Pelas coisas uteis
que se pode comprar com dez reais
Vou torcer pela Dilma, não sou PT,
Mas vou torcer
Pelo futuro, de hoje
Pelo bem estar
Pela compreensão
Pela agricultura celeste
Pelo meu irmão
Pelo jardim da cidade
Pela Sugestão
Pelo amigo que sofre do coração
Pelo amigo que canta
Pela alegria, pelo amor
Pelas coisas bonitas lá de casa
Eu vou torcer pela paz, pelo amor
Pela alegria, pelo sorriso sem cessar
Pelo perdão, pela caridade
Eu vou torcer pela amizade
Pela tolerância, pela natureza
Pelos meninos, pelas meninas
Por mim, por você
Eu vou torcer.

Vazio.

Imagem
Uma peça de teatro da Cia. Retalhos da Memória que apresentar diversas formas o vazio na nossa alma, do ser humano. Somos seres que muitas vezes desistimos por medo de amar, porque dentro do amor há gotas de sangue e que doem. Podemos enxergar o horizonte com olhares alem dos olhos humanos, buscando respostas que quase nunca achamos. Somos vitimas ou causadoras do desejo.
Em uma única cena sem uma única palavra, mostra a escravidão, o vazio da época, das lembranças. O vazio que há que nos cerca nosso companheiro enquanto todos querem tudo “para ontem”.
Uma peça emocionante e realista.
Somos resultados de um amor incondicional, sem vazio, sem permissão para o vazio, seja qual for, pois até na busca incessante pela felicidade há o vazio e o que consideramos felicidades fica limitado então.
Essa é uma peça que nos conta a historia de uma cidadezinha que é destruída por uma bomba e o leiteiro acorda cedo e coloca o leite em cada porta, em porta por porta volta para sua casa sem perceber o va…

Quem canta seus males espanta, 2Friends.

Imagem
Vocês já leram por aqui sobre @banda2friends. Lembra aquela dupla de voz e violão que está se destacando em Sorocaba? Pois bem, são eles.
Não estou “babando ovo” como dizem por ai, mas ontem no BackRoad eles soltaram a voz, cantaram com a alma, via-se isso nos olhos deles e de quem ouvia. A platéia foi ao delírio ao som de @banda2friends, Paula interpretando Janis, aja voz, meu amor. Cantando musica de seus ídolos Beatles, Paul MacCartney. Meu amor, já ouvi muito essa dupla, mas nunca ouvi, se é que você me entende. Vinicius deu um show soltando a voz, deixando muito marmanjo de boca aberta. Lógico, eles são bons.
Uma interpretação única de Psycho Killer ( Talking Heads), a platéia acompanhando com as palmas quando cantaram Radio Ga Ga ( Freddie Mercury). “Arrancando” de alguns um “ eles são foda” com a interpretação de Revolution (John Lennon) e outras mais de ninguém mais, ninguém menos que Paul MacCartney. BlackBird foi o aconchego para corações naquele bar. A delicia de Suspicious Min…

Homenagem, abraço Grátis.

Imagem
Uma pequena e simbólica homenagem as empresas de telefonia do Brasil, sempre quando surge uma promoção muito boa vem acompanhada de (*).

Informação e Conhecimento

Lendo o blog do @stephenkanitz e suas idéias sobre a informação e acho certo quando ele diz que “informação é tudo aquilo que muda meu comportamento no futuro. O resto é ruído”.
Isso me fez lembrar do comercial elaborado pela Y&R para o Jornal Estadão em que fazem uma comparação com o que são informação e o que é conhecimento, assunto não muito distante da questão que o @stephenkanitz expõe no seu Blog.


Sendo uma informação boa ou ruim você não vai armazená-la por muito tempo, sendo assim informação passa. Temos informações de diversas formas, uma imagem já adianta sobre o que se trata aquela manchete no jornal sem ao menos ter lido uma palavra. Assim, decidimos se queremos ler ou não.
Acredito que existem seres humanos que adoram uma noticia trágica ou aqueles só lêem as notas de falecimento, pra quê meu Deus? Pra quê?
Hoje em dia somos bombardeados com informações, algumas inúteis, com toda essa tecnologia nos rodeando, twitter, Facebook, a onde de BlackBerry, todos caminham com o …

Come Back, Paul

Imagem
Pois é, esse Paul MacCartney não é fácil. O Brasil inteiro pede “Come Back” Paul!!!
É até bonito de ver a admiração de tanta gente por uma única pessoa.
Por isso, resolvi escrever no blog.
O movimento no Twitter “Come Back Paul” está fazendo sucesso, ontem a noite teve até a “chuva de Come Back Paul” e sem mencionar o vídeo que foi postado no site http://whiplash.net mostrando mais de 300 fãs pedindo em uma só voz “Come Back”, no meio no vídeo nada mais e nada menos que Paula Cavalciuk e Vinicius Lima da @banda2friends, betlemaniacos de coração.

A imagem dessa postagem é criação de Paula Cavalciuk e de suas amiga do Clube do Paulzão!
Um abraço pras lindas!

Então, deixo minha frase de encerramento. “Come Back Paul”

Quem quiser visualizar o video, acesse:http://whiplash.net/materias/news_855/122192-paulmccartney.html

Moda Real.

Imagem
Na verdade nunca fui uma pessoa interessa com o mundo da moda, sempre me vesti de acordo com o que me agradava, embora sempre adorei as cores que sempre surgem nessas passarelas.
Eu não gosto daquele “pretinho básico”, embora ajude muito em algumas ocasiões. Nessa semana comecei a me interessar mais por moda, mas por uma moda da vida real.

Lendo o blog http://oficinadeestilo.com.br/blog/, das personal stylists Fé e Cris, esse mundo da moda fica até que interessante e deu uma vontade enorme de ir ao São Paulo Fashion Week, pelo menos para ver as cores que vão estar nas passarelas e sem contar os acessórios, que em minha opinião influência demais no estilo da moçada, quando digo moçada me refiro a partir das adolescentes até as avós.

Não precisa ser interagida com o mundo da moda para saber aonde e quando incluir um bom e velho acessório.
Dos meus colares, não abro mão. Se estará ou não nas passarelas, não importa, mas vão estar em meu pescoço desfilando e dando cores para as ruas, a…

Marketing Digital em 2011.

Em 2011, iPad, tablets e smartphones merecem atenção
São Paulo - Seguindo o exemplo da economia, 2010 foi o ano em que a internet bateu recordes no Brasil. O número de internautas no país ultrapassou os 80 milhões, o equivalente à população inteira da Alemanha ou duas vezes a da Argentina. O e-commerce fechou o ano com faturamento de R$ 15 bilhões e 40% de crescimento em relação a 2009, um dos maiores índices já registrados, e os sites de compra coletiva tornaram-se um fenômeno de marketing: 246 deles no ar em menos de um ano, com previsão de faturamento de R$ 300 milhões.

Por sua vez, os investimentos em marketing digital atingiram 10% do orçamento de marketing das empresas, com estimativas de aumento de 90% até 2014. Mas é bem possível que essa previsão se concretize até mesmo antes, tal a importância que essa área vem ganhando, conforme revelam as pesquisas realizadas em 2010:

- 94% dos internautas fazem compras online no Brasil (ComScore).

- Consumidores acessam a internet três ve…