Entre os muros nossos de cada dia.



Muro de Berlim era nada mais e nada menos que uma barreira física separando a Alemanha. Depois de vinte anos da queda do muro de Berlim, ainda temos muros por ai espalhados.

Na China o “muro” para barrar atividades da Internet, como youtube, micro blogs, twitter entre outros tem um investimento muito grande de tecnologias, e a pré seleção que os chineses fizeram de estudantes para ouvir o discurso de Obama. Fico imaginando os furos que deve haver nesses “muros invisíveis”.
Um exemplo simples agora, mas preste atenção.
Para ingressar em uma faculdade você faz vestibular? Não. Você pula um “muro”, e como em todo bom e velho “muro” esse também pode ter um buraco.
É claro, não posso me esquecer dos muros que estão sendo construídos ao redor das favelas do Rio de Janeiro. Quem teve essa brilhante idéia (ironia). Sabe qual a resposta do motivo? Segundo as autoridades, a intenção é preservar a vegetação nativa nascente nestes espaços. “Cara” isso é confuso, está certo querer preservar, mas será que é só isso? Perdoe-me as autoridades, mas não consigo me convencer disso.
Quais serão os “muros internos” que cada pessoa terá após a construção desses muros?Desse jeito, terá que mudar os nomes das favelas, no caso da favela Santa Marta, vai se chamar “Condomínio Santa Marta”. (foi engraçado). Ué, os condomínios são cercados por muros, nesse caso os muros representam segurança, então podiam construir um muro em volta do Maranhão para proteger os maranhenses do Sarney, não custa nada tentar.
Um exemplo do cotidiano (pelo menos o meu) o transporte urbano publico, se é publico todos podem usar? Não. Ele tem um “muro”, alguns chamam de catraca, mas se você tem dinheiro para pagar a passagem, você anda de ônibus se não tem vai a pé.
No caso de Sorocaba você paga R$ 2,50 para atravessar o “muro”, mas como eu “pulei o muro” para ingressar na faculdade, eu pago passagem de estudante que é mais barato (alguns muros têm suas vantagens).
Todos os dias nós deparamos com “muros”, sejam eles uma decisão, uma catraca ou um muros físico mesmo, o que torna um “muro” diferente do outro é a sua reação diante dele.
Sorte nossa que no Brasil não tem “muros” na internet.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sorrir, vem colorir solar.

Cutucar ou não cutucar, eis a questão!